13

anos de
atendimento



Qual a melhor escola para o meu filho? Essa resposta existe?

Publicado em 17/02/2016



No final da semana passada, conversando com uma vizinha querida, ela me falou da angústia que sentia por ter trocado sua filha de menos de dois anos de uma escola “grande” e “reconhecidamente por todos como ótima” e colocar numa escola “menor” , que está iniciando suas atividades e ainda por cima é contra mão para os pais...


Qualquer pessoa que lê isso, pensa rápido, essa mãe é uma doida? ou o que passou pela cabeça dela? E esses são os questionamentos vindos de todas as partes, principalmente de amigos e familiares.


Ok! Mas o que a levou a tomar essa decisão?


Na primeira escola, a menina estava triste e se recusando a ir e na segunda, ela está feliz e super bem disposta, participa do lanche coisa que antes se recusava, aceita experimentar alimentos novos, participa das atividades com os novos coleguinhas sem dificuldades.  Além de tudo, financeiramente  ficou bem mais em conta a troca(não que isso tenha sido o decisivo na escolha da mãe). Resposta dada? Para muitas pessoas ainda não é suficiente afinal, a tal escola excelente, é maior, tem uma pedagogia diferenciada e é melhor... 


Crianças na educação infantil precisam sim de uma parte pedagógica especializada, afinal estamos falando de uma escola/creche, mas gente, acreditar que isso somente será o definidor de sucesso profissional de seus filhos, como ouço por todas as partes, faz parte de uma histeria coletiva cada vez mais presente em nossa sociedade, uma sociedade que prioriza a terceirização da educação dos filhos.


Cada um conhece sua criança melhor que ninguém e sabe que perfil uma escola deve ter para deixá-la feliz. Uma coisa é certa: A melhor escola é aquela onde nosso filho é feliz, se é uma escola grande, ou pequena, cara ou barata, isso será um detalhe a ser avaliado na escolha.


Nessa idade, o lúdico deve predominar! Um bom espaço físico facilita o desenvolvimento de habilidades motoras. Atividades diversificadas, com um tempo curto de duração é essencial.


 Mas, o que devemos buscar ao escolher uma escola?



Encontramos muitas linhas pedagógicas e opções para todos os bolsos. Existem as grandes escolas, que oferecem desde a educação infantil até o ensino médio, e aquelas bem pequenas, nos bairros, com, turmas pequenas e estrutura simples. Existem as localizadas em áreas verdes, que desenvolvem trabalhos ecológicos, existem escolas com enfoque espiritualista, vegetariano e com meditação, e também aquelas super equipadas, com câmeras de vídeo para os pais acompanharem o trabalho da professora online, e que oferecem atividades extra-classe em todos os turnos, a semana inteira: judô, informática, inglês, balé, natação, e futebol, mas para escolher, devemos fazer uma pergunta muito simples: o que eu quero para meu filho?



Analises que devemos fazer:


- a escola oferece um ambiente seguro e limpo?


- Os profissionais são treinados, especializados, carinhosos com as crianças? Adultos com qualificação na área da educação tendem a cuidar e educar melhor as crianças. A legislação recomenda que no mínimo, cada profissional titular de turma tenha concluído a faculdade.


- A equipe tem ao menos um responsável técnico pela nutrição, saúde e parte pedagógica? Possui alvará de saúde e licença para funcionamento?


- Respeita o índice adulto/criança? a recomendação da legislação é que haja: . de 0 a 2 anos, até 6 crianças por adulto; . de 2 a 4 anos, até 10 crianças por adulto; . de 4 a 6 anos, até 25 crianças por adulto.


- A escola incentiva o aprendizado? De que forma? O ambiente é estimulante para descobertas?


- As turmas são separadas por idade e possuem ambiente alegre e acolhedor?


- A escola possui ao menos uma área para atividades física e solário?


- A escola conhece e respeita o ritmo de cada criança?


- Cultiva a curiosidade, a confiança e a auto-disciplina?


- Estimula as crianças a resolverem problemas, fazerem perguntas, tomar decisões?


- Incentiva o respeito pelos outros, a auto-estima, as habilidades sociais?


- Ajuda os pais a aprimorar suas habilidades de criação dos filhos?


- Promove a participação e cooperação dos pais no ambiente escolar?


- Trabalha os blocos de conhecimentos recomendados pela lei? São eles: Movimento, Música, Artes Visuais, Linguagem Oral e Escrita, Natureza e Sociedade e Matemática.


ATENÇÃO, desconfie quando a escola:


- Não for autorizada ou registrada nos órgãos competentes;


- Recusar visitas dos pais sem que seles sejam anunciados;


-Empregar pessoas sem instrução, treinamento ou experiência em assuntos relacionados a crianças;


- For superlotado, não-asseado, ou pouco supervisionado;


- Não tiver suficiente aquecimento, luz ou ventilação;


- Não possuir planos escritos para alimentação ou emergências;


- Não possuir kits de primeiros socorros, ou extintores de incêndio;


- Não possuir áreas separadas para brincadeiras, repouso, alimentação e troca de fraldas;


- Não possuir regras para lidar com ferimentos, infecções ou crianças doentes;


- Não possuir um consultor pedagógico e de saúde/nutrição.


A escola deve ser o lugar em que os pais confiem e estejam seguros para deixar seus filhos, e onde a criança deve estar, acima de tudo, feliz e confortável. Ela deve esclarecer e dar suporte para todas as dúvidas da família em relação à educação e cuidados. Sua equipe deve ser amorosa e afetiva, entre si, com os pais e as crianças, mas lembre-se:  Nunca serão perfeitas! 


No mais lhe desejamos muito sucesso!



Compartilhe:

 




Visitas: 2715

Fonte: fernandamappa.com.br

Entre em contato

Site seguro

https://fernandamappa.com.br/ https://fernandamappa.com.br/

Localização